block

O Agito Brasil está presente em 32 cidades no Brasil. Confira!

O que é uma dieta ideal? - Agito Bragança

Login
Entrar com sua conta no Agito
  1.  
  2.  
ou recuperar senha

Por que logar? Logado você pode participar de promoções, fazer comentários, compartilhar, recomendar, participar do Agito Live e muito mais.

Não é cadastrado? Cadastre-se!

Login

Para vincular sua conta da rede social você precisar ter o cadastro no Agito!

Mostrar a minha foto do perfil da rede social?
  1. Receber boletins me informando sobre os principais eventos da região.

O que é uma dieta ideal?

Dra. Thais Verdi Nabholz


Uma alimentação saudável deve ser baseada em práticas alimentares adequadas, assumindo a significação social e cultural dos alimentos como fundamento básico conceitual. A alimentação se consolida na importância dos consumos dos mais variados alimentos, pois os mesmos trazem significações culturais, comportamentais e afetivas, sendo uma abordagem necessária para a promoção da saúde. No decorrer desta matéria iremos destacar melhor como se resgatar as práticas de uma alimentação saudável, bem como o equilíbrio, a variedade e o balanceamento.

Há uma infinidade de dietas existentes no mercado com promessas de emagrecimento rápido, sem sofrimentos em curto prazo, disponíveis em revistas de saúdes, Internet, encartes de jornais, programas de televisão, entre outros. Em relação às dietas tem de todos os tipos, como: dieta do Dr. Ramuth , dieta do Dr. Atkins, South Beach, das proteínas, dos belisco, do Rio Araguaia, da sopa, do shakes, das frutas, da Lua, dos tipos sanguíneos, etc…, onde todas elas tem como base principal o fornecimento de “ único tipo de alimento” ou um grupo restrito de alimentos sendo, portanto, difíceis de adaptados no dia-a-dia por um tempo prolongado, uma vez que são pouco variadas. Contudo existem algumas dietas como: dieta do vegetariano, dos vigilantes do peso, do ponto, Learn e Ornish que são razoáveis, desenvolvem um trabalho de reeducação alimentar para grupos de pessoas, não visando à necessidade específica de cada indivíduo.

Ao analisar os efeitos das dietas da Moda, podemos observar que as restrições de alimentos provocadas pelas mesmas, onde as mesmas podem acarretar em deficiências nutricionais severas de certos nutrientes, devido à redução drástica nas calorias diárias e jejum prolongado, desencadeando intercorrências clínicas como hipoglicemia (redução de açúcar sanguíneo), tontura, fraqueza, irritação, enxaqueca, ansiedade, além da alta ingestão de proteínas e gorduras; riscos de sobrecarga renal, redução do apetite e elevação dos lipídeos do sangue; redução drástica das gorduras e rápida perda de peso. A maioria das dietas fornece, em média, 1200 calorias ou menos, e, no máximo, 120 gramas de carboidratos. (ocorre redução da massa magra, contribuindo na queda da taxa do metabolismo basal); baixo teor de carboidratos; carências de vitaminas e minerais (protetores dos vasos); insatisfação nos usuários por não atingir as promessas da dieta e contribuem para a ocorrência de transtornos alimentares e a maioria dos praticantes das Dietas da Moda não segue orientação de um profissional habilitado.

Apesar do sucesso das dietas e as desvantagens que elas apresentam, vale a pena seguir essas condutas? Será que ninguém desconfia? Preferem pagar uma preço alto por ilusões, promessas e resultados catastróficos a curto prazo? E no final de tudo dobrar de peso?

A alternativa mais segura e confiável para perder peso é de forma lenta, porém, permanente e eficaz é a reeducação alimentar

Faça uma reeducação alimentar equilibrada, superando as dificuldades, modificando gradativamente os hábitos alimentares incorretos, mas ciente de que, apesar do caminho mais longo, adquirir um estilo de vida saudável, além de permitir a chegada no peso desejado, trará benefícios permanentes para a sua saúde!

A atividade física associada a uma dieta equilibrada tem um papel fundamental no aumento do gasto energético, ajudando no emagrecimento, além de promover o aumento da massa isenta de gordura (massa magra), evitando a flacidez comum nos casos em que a diminuição no peso é acentuada.

O Estresse oxidativo e a Nutrição Ortomolecular

Conceito:

Orto = Equilíbrio

Molecular = modulação bioquímica para prevenir , tratar e reparar lesões e/ou disfunções celulares.

O stress oxidativo ocorre quando nosso sistema antioxidantes (vitaminas e minerais) não é capaz de neutralizar a ação deletéria dos Radicais livres (agentes reativos), provocando doenças como: envelhecimento precoce, fraqueza, dores musculares, aterosclerose, enfisema, úlceras, mal de Alzheimer, entre outras doenças. Devido, a estes fatores o consumo de ”antioxidantes” alimentos ricos em vitaminas como C, E e carotenóides; minerais como zinco, cobre, selênio e manganês e nutrientes ricos em CoQ10, bioflavonóides são importantes para nutrir nosso corpo e prevenir o mesmo de efeitos deletérios citados acima. O nosso corpo precisa adquirir defesas imunológicas que retarda e previna os danos causados pelos radicais livres nas células.

Desta forma a nutrição ortomolecular tem como objetivo prover as quantidades adequadas de nutrientes específicos para as células do nosso organismo, levando em conta a individualizade bioquímica e as variações causadas pelo ambiente.

Uma alimentação saudável, de modo geral, deve favorecer o deslocamento do consumo de alimentos pouco saudáveis para alimentos mais saudáveis, respeitando a identidade cultural-alimentar das populações. Uma alimentação saudável não é cara, pois se baseia em alimentos in natura e produzidos regionalmente. Segue uma abaixo sugestão de como balancear uma dieta equilibrada.

Uma alimentação deve ser:

VARIADA, EQUILIBRADA E SUFICIENTE.

Massa (6 a 11 porções por dia) – Energéticos 

Uma porção é:

  • 1 fatia de pão de forma;
  • ½ pão francês, de hambúrguer ou cachorro quente;
  • 3-4 biscoitos salgados médios;
  • 4 colheres de sopa de macarrão ou arroz cozido;
  • 2 colheres de sopa de farinha;
  • 2 xícaras de pipoca;
  • 1 fatia fina de bolo;
  • 4 biscoitos doces pequenos.

Frutas (3 a 5 porções por dia) – Reguladores

Uma porção é:

  • 1 fruta média (ex. maçã, banana, laranja);
  • 1 fatia média (ex. mamão, melão, melancia);
  • ¾ xícara de suco (100% puro);
  • ¼ xícara de fruta enlatada;
  • ½ xícara de fruta fresca picada, cozida ou congelada.

Hortaliças (3 a 5 porções por dia) – Reguladores

Uma porção é:

  • ½ xícara de hortaliças cozidas;
  • ½ xícara de hortaliças cruas picadas;
  • 1 xícara de hortaliças folhosas cruas.

Leite, Queijo e derivados (2 a 3 porções por dia) – Construtores

Uma porção é:

  • 1 copo de leite
  • 1 copo de iogurte
  • ½ xícara de ricota;
  • 2 fatias médias de queijo natural;
  • 3-4 fatias de queijo processado;
  • 2 colheres de sopa rasa de requeijão;
  • 1 e ½ xícara de sorvete.

Carnes, Aves, Peixes, Ovos, feijões e Nozes (2 a 3 porções por dia) – Construtores

Uma porção é:

  • ½ bife médio ou 1 bife pequeno;
  • 1 coxa de frango ou ¼ de peito, ou 3 colheres de sopa de carne picada;
  • ½ filé médio de peixe ou 1 pequeno;
  • 1 ovo;
  • ½ xícara de feijão cozido;

Gorduras, Óleos e Açúcares (Raramente)

Uma porção é;

  • 1 colher de chá de margarina, manteiga, açúcar ou geléia;
  • 1 colher de sopa de maionese ou molho de salada;
  • 2 colheres de sopa de creme de leite;
  • 2 copos pequenos de refrigerante ou suco artificial contendo açúcar.
Comentários
 Não Existem Mensagens

Deixe um Comentário

Para enviar uma mensagem, você precisa estar cadastrado

Faça o . Ainda não é membro? Cadastre-se

As mensagens serão liberadas em alguns instantes, após revisão de nossos editores.